ITI e Instituto Fenacon querem incentivar a ampliação da oferta de serviços digitais

ITI e Instituto Fenacon querem incentivar a ampliação da oferta de serviços digitais

A ampliação da digitalização de processos, com segurança e validade jurídica garantidas pelo uso do certificado digital no padrão da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil, foi um dos assuntos abordados em reunião realizada sexta-feira, 15, entre o diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI, Marcelo Buz, e o presidente do Instituto Fenacon, Márcio Shimomoto.

Autoridade Certificadora de 2º nível da ICP-Brasil, o Instituto Fenacon representa o setor de contabilidade, um dos mais beneficiados com a implementação do certificado digital, segundo Shimomoto. Atualmente, grande parte das obrigações que os empresários devem entregar ao governo já são enviadas eletronicamente, mas, para o presidente do Instituto Fenacon, ainda há espaço para digitalização de mais processos.

“A ICP-Brasil é uma estrutura essencial para o funcionamento de grandes sistemas nacionais, como o judiciário, o financeiro e o contábil. O sucesso nesses importantes setores deve estimular a adesão do certificado digital em outras áreas”, explicou Shimomoto. O superintendente do Instituto Fenacon, Taicir Khalil, também destacou o bom momento para o desenvolvimento de novas aplicações. “Um maior incentivo do Governo Federal a digitalização de processos tornará o certificado digital cada vez mais necessário. Assim, a obtenção dele deixará de ser uma obrigação e passará a ser um benefício”.

O diretor-presidente do ITI informou que o Instituto já está trabalhando para promover a certificação digital no Governo Federal, como ferramenta tecnológica essencial para desburocratização e digitalização com confiabilidade e validade jurídica. Além dos incetivos no campo público, Buz sugeriu outras formas de promover a certificação. “O setor contábil já aderiu fortemente ao uso do certificado digital para entrega de obrigações ao governo, precisamos agora incentivar as empresas a utilizarem contratos digitais nas transações entre elas”.

Buz destacou ainda, que além dos setores elencados, o certificado ICP-Brasil pode auxiliar no combate às fraudes e à corrupção. De forma, que são inúmeros os mercados que ainda podem e devem ser beneficiados pelo uso da certificação digital. “Para alcançar todos esses novos mercados, caminharemos para a modernização da ICP-Brasil, sempre mantendo a segurança necessária para confiabilidade do sistema”, finalizou Buz.

 

Fonte: Fenacon

Deixe uma resposta

Prezados Associados e Representados:

“A contribuição feita ao Sescon/MS

volta em benefícios para sua própria empresa”

Clic aqui para ver nossos convênios

 

Solicite a Guia de recolhimento no 67 3029-6094